"Interroga a beleza da terra, interroga a beleza do mar, interroga a beleza do ar que se dilata e se difunde, interroga a beleza do céu... interroga todas estas realidades. Todas elas te respondem: olha-nos, somos belas. Sua beleza é um hino de louvor. Essas belezas sujeitas à mudança, quem as fez senão o Belo, não sujeito à mudança?"
Santo Agostinho

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

SABONETES ARTESANAIS x INDUSTRIALIZADOS.




Muitas pessoas pensam que as únicas diferenças entre os sabonetes artesanais e os industrializados estão somente na forma de fazer (um em produção e outro manual) e nos preços.
Mas aos que são amantes de produtos naturais e presam por uma boa qualidade precisa se atentar nos resultados finais de um e outro.

O sabonete artesanal além de bonito, cheiroso e personalizado, tem o poder de tratar e hidratar a pele. Quando elaborado por um artesão sério que utiliza matéria-prima de qualidade, é garantia de uma pele macia, cheirosa, delicada e bem tratada.
Por outro lado, a maioria dos sabonetes comerciais usam vários produtos de origem petroquímica – produtos sintéticos. Por serem fabricados visando a conservação dos produtos nas prateleiras do comércio e oferecer ao consumidor final um produto de maior durabilidade, utilizam produtos químicos e conservantes, inclusive o hidróxido de sódio, conhecido como soda cáustica.

Além disso, visando reduzir custos e aumentar o lucro as indústrias retiram a glicerina que se forma durante o processo de saponificação, que é uma substância emoliente e que faz bem à pele. A essa medida seguiu-se a adição de outros ingredientes- químicos- mais baratos, mas menos benéficos para a pele. Basta ler o rótulo de qualquer sabonete de compra para nos apercebermos disto. Prova disso são as rachaduras muitas vezes existentes nos próprios sabonetes industrializados.
A glicerina retirada na saponificação é vendida para ser utilizada em produtos farmacêuticos e cosméticos mais caros. Assim, o sabonete diário de nossa pele fica mais barato para o bolso dos que procuram apenas preço e muito prejudicial aos que tem a pele mais sensível ou preza por uma boa hidratação e cuidado com a natureza.

Um sabonete artesanal vegetal é o oposto do sabonete industrializado, o seu desenho, o seu peso, a sua forma, textura e como é visto na saboneteira. Há algo especial sobre sabonete feito com as mãos, cada barra de sabonete artesanal é única, ainda que usarmos a mesma receita, os mesmos aditivos, nenhum será igual ao outro em sua textura, sua forma e cores.


Nos sabonetes e cosméticos artesanais além dos óleos que são a base do sabonete, é possível adicionar ervas, argila, mel, cacau em pó, chá, sementes, extratos glicólicos e uma infinidade de elementos que acrescentam uma função específica para cada um. Por exemplo, o extrato glicólico de própolis é bactericida, anti-inflamatório e cicatrizante, o mel é um ótimo emoliente e a argila verde é boa para pele oleosa e tem ação tonificante, adstringente e estimulante.


Poderíamos descrever mais inúmeras razões para contrapor entre um e outro, mas basta fazer o teste lavando seu rosto com um e depois com outro.  Acho que quem já experimentou um sabonete feito à mão com ingredientes naturais entende o que estou falando. Seria incrível se mais gente pudesse ter essa experiência.
Infelizmente tudo o que é natural, saudável e bom costuma sair um pouco mais caro. Por isso as pessoas sempre optam pelo menor preço. Mas se você acha que vale a pena economizar em outras coisas e investir em uma pele renovada, hidratada e mais conservada vale a pena mudar os hábitos e procurar um ”saboeiro” de plantão.


Nós da Todo Teu estamos investindo nessa área. Cada vez nos profissionalizando ainda mais na arte da saboaria. Nosso próximo passo está na produção totalmente artesanal de nossas bases, utilizando técnicas e recursos da saboaria artesanal Europeia e logo teremos a venda a o tradicional ‘Castela Soap’, elaborado com 80% de azeite de oliva.
Tenho certeza que quem conhecer vai amar!

Paz e Bem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário